Ganhe 15% OFF em sua primeira compra, use o cupom PRIMEIRACOMPRA

Por que devo vacinar meu bichinho contra a raiva?

Animal sendo vacinado contra a raiva

Por que devo vacinar meu bichinho contra a raiva?

Em agosto, normalmente, as fêmeas entram no cio, e o contato com os machos faz com que ocorra a proliferação da raiva. É por esse motivo que o mês foi escolhido para campanhas de vacinação gratuita contra a doença.

Atualmente o Governo Federal interrompeu a campanha de vacinação nacional contra a raiva, mas é fundamental que seu bichinho seja vacinado. Continue neste artigo para saber o porquê!

Afinal, o que é a raiva?

A raiva é uma infecção transmitida por um vírus presente na saliva dos animais. Ela se manifesta por meio de alterações neurológicas, como agressividade; é ideal, entretanto, que ao primeiro sinal de mudança de comportamento se procure um veterinário.

Além disso, outros sintomas são comuns, como:

  • Falta de apetite
  • Hidrofobia
  • Febre
  • Salivação excessiva
  • Paralisia

O vírus da raiva provoca a morte de todos os indivíduos infectados, cerca de dez dias após a contaminação. Até o momento, não há registros de algum tratamento que promova a cura, mas a prevenção é realizada por meio da vacinação.

Vacinação

A recomendação é que a partir de dois a três meses de idade o animal receba a primeira dose de vacina antirrábica, pois pode se tornar um transmissor se tiver algum ferimento na pele e entrar em contato com a saliva de outro animal contaminado. No entanto, a vacinação em animais com menos de 12 semanas deve ser evitada, pois o bichinho ainda não possui imunidade suficiente para responder de maneira adequada à vacina, causando danos para sua saúde.

O animal vacinado encontra-se protegido 14 dias após a injeção ser aplicada. Se corretamente administrada, sua eficácia é de 100%.

O vírus da raiva em humanos

Uma pessoa mordida por um animal com raiva deve procurar um local especializado em doenças infecciosas. Lá, será vacinada e possivelmente curada. Ao contrário do que acontece no organismo dos bichanos, a doença em humanos pode ser curada.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *